Por que o pós-venda é importante para a loja de móveis?

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Como a sua loja de móveis se comporta depois que o cliente fecha um negócio? A equipe entra em contato para saber se ele ficou realmente satisfeito com o atendimento, ou simplesmente ignora sua opinião e espera até que ele volte por vontade própria?

Geralmente, as lojas não dão a devida atenção ao pós-venda porque o número de clientes é grande, e pedir um feedback de todos pode exigir tempo e trabalho. Em outros casos isso acontece porque não existe uma cultura organizacional voltada para esse tipo de interação.

O que muitos gestores não sabem é que deixar o pós-venda de lado pode impactar negativamente toda a experiência de compra de um cliente. Isso inclusive prejudica as vendas futuras, já que a loja de móveis não sabe o que está errado ou se precisa melhorar algum processo.

A sua loja de móveis está dando atenção ao cliente depois que ele fecha um negócio? 

Neste post vamos mostrar quais são os riscos de um pós-venda ineficaz e quais ações podem ser colocadas em prática para melhorar a interação com o cliente. Também, como usar a tecnologia no pós-venda para garantir diferenciais competitivos na sua loja de móveis. 

Boa leitura!

O que acontece com a loja de móveis que não se preocupa com o pós-venda?

A perda de vendas futuras é um dos principais riscos de não se preocupar com o pós-venda. Depois que um cliente assina o contrato, ele quer continuar a se sentir valorizado. E, mais importante que isso, ver que a loja está disposta a corrigir qualquer erro ou adversidade no projeto. 

Segundo dados da pesquisa Perfil do Consumidor de Móveis 2020, a adoção de ações que gerem engajamento e relacionamento no pós-venda é fundamental para a loja de móveis garantir mais indicações de venda e recompra.

Os dados se referem ao público que durante o ano de 2020 teve a intenção de comprar móveis. Para chegar a essa conclusão, a pesquisa analisou o perfil de 139 mil clientes que realizaram 216 mil projetos e geraram cerca de 110 mil contratos.

Se formos analisar toda a história do comércio, o cliente satisfeito sempre foi um pilar importante para alcançar o sucesso. Pessoas que compram regularmente representam a possibilidade de fechar negócios futuros, e todos aqueles que realmente se sentem satisfeitos estão mais inclinados a continuar comprando e indicar a empresa para outras pessoas.

Não dar a devida importância ao cliente (antes, durante e depois da compra) pode acarretar uma série de prejuízos. Vivenciar uma experiência insatisfatória é frustrante e basta que ele se sinta assim uma única vez para que a loja deixe de ser uma preferência. 

Dicas de ações para o pós-venda 

A boa notícia é que a loja de móveis pode reverter uma experiência de compra ruim e impedir que os problemas acima ocorram. Basta seguir algumas ações práticas para melhorar o processo de pós-venda. 

Por exemplo, a sua loja pode realizar pesquisas para verificar o nível de satisfação dos clientes em relação às compras, descobrindo se existe a necessidade de melhoria em algum processo. Pode, também, oferecer descontos e promoções exclusivas a fim de promover a fidelização.

Ainda, oferecer conteúdos relevantes em redes sociais e blog para manter o cliente atualizado sobre o mundo dos negócios, bem como escolher datas especiais como aniversários e finais de ano para mandar um e-mail e mostrar que você lembra deles. 

Outra ação interessante é a loja de móveis oferecer suporte e assistência para o esclarecimento de dúvidas e resolução de problemas.

Se quiser saber como colocar todas essas ações em prática, você pode ler mais sobre como construir um processo de pós-venda de sucesso neste post

Como a tecnologia pode ajudar nesse processo?

Antigamente o processo de pós-venda era burocrático. A loja não podia entrar em contato com cada um dos clientes porque nem todas as pessoas tinham telefones e celulares. Não era possível nem mandar e-mail e interagir com o público porque o acesso à internet era limitado.

Se a empresa realmente tinha o interesse de manter contato com o cliente, ela precisava recorrer a cartas e panfletos para mostrar as ofertas. Ou ainda pagar taxas e mensalidades por anúncios em rádios, jornais, revistas e televisão.

Hoje as coisas não precisam ser difíceis. A loja de móveis pode diversificar os canais de vendas para manter o contato com o público e gerar engajamento. Inclusive, pode investir em tecnologia no pós-vendas para melhorar a experiência de compra.

Para ter ideia, com a tecnologia certa, a loja de móveis pode dar liberdade para o cliente acessar seus contratos, projetos e até status de cada etapa. Não só isso, consegue permitir que ele entre em contato com os vendedores sempre que precisar por meio de um dispositivo móvel como smartphone ou tablet.

Ou seja, a empresa focada no comércio de móveis têm alternativas para proporcionar experiências únicas e revolucionárias. Isso porque utilizar tecnologias para melhorar o pós-venda aumenta, e muito, a satisfação dos clientes e garante a sua fidelização.

Se mesmo depois de ler o post você sentir que precisa de suporte para realizar um pós-venda de sucesso, não se preocupe. Você pode preencher nosso formulário e descobrir, na prática, como o serviço de consultoria FoccoLOJAS pode ajudá-lo a garantir diferenciais competitivos na sua loja de móveis.

Guia prático: as melhores soluções digitais para superar a crise do coronavírus

Newsletter

Receba as nossas mais recentes postagens de blog no seu e-mail.

Últimos posts