4 dicas para fazer a conciliação bancária da sua loja de móveis

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

A conciliação bancária consiste em uma ação que compara os valores presentes nos extratos bancários com as informações armazenadas na organização. Mesmo que pareça uma tarefa simples, esse processo é primordial para que o empreendedor consiga regularizar e manter as contas em dia.

Entretanto, muitos gestores acabam deixando de lado a conciliação bancária, seja por causa da correria das tarefas do dia a dia, seja pela ausência de conhecimento a respeito do assunto. De qualquer maneira, é importante inseri-la corretamente nos processos empresariais.

Continue a leitura e conheça 4 dicas para fazer a conciliação bancária da sua loja de móveis!

1. Acompanhe as transações bancárias diariamente

Além de certificar o orçamento interno do negócio, é preciso ter as informações sobre os lançamentos bancários de cada dia. Como a tarefa de conciliação bancária é a comparação entre os orçamentos da instituição e do banco, não é possível fazer o trabalho se um dos dois não estiver presente.

Sendo assim, não se esqueça de solicitar os extratos bancários conforme o período de conciliação. Caso seja necessário, programe um envio automático das informações para seu celular ou e-mail.

2. Avalie os lançamentos

Com todos os dados necessários em mãos, é a hora de iniciar o processo de conciliação bancária. No primeiro momento, as informações precisam estar alinhadas para que todas as transações dos orçamentos se coincidam, uma a uma. Colocá-las em ordem cronológica é a maneira mais recomendada de organização.

Em seguida, cada transação efetuada precisa ser avaliada e comparada entre as partes, aplicando taxas e outros encargos até que as duas cheguem ao mesmo valor. Ou, pelo contrário, até que sejam encontrados pontos nos quais elas não se encaixam.

3. Busque os motivos das inconsistências

Encontrar falhas é somente o começo do trabalho, já que é essencial achar a origem das inconsistências — exatamente onde elas iniciam. Então, durante a conciliação bancária, o gestor é capaz de saber se foi apenas um pequeno desvio, se é ausência de treinamento para os colaboradores ou alguma tarefa ilegal dentro da organização.

Sem uma compreensão do motivo, é muito mais complicado apresentar uma solução satisfatória em um curto espaço de tempo.

4. Utilize ferramentas online

A utilização de um sistema específico ajuda em um gerenciamento eficiente, fazendo com que o saldo de controle interno seja idêntico ao saldo bancário da empresa.

Apesar dos múltiplos benefícios do uso de softwares de conciliação bancária, muitos empreendimentos insistem em utilizar ferramentas manuais, ocasionando vários contratempos de divergência e perda de dados.

Portanto, a tecnologia pode ser utilizada para alcançar excelentes resultados de conciliação bancária. Nesse sentido, é necessário destacar que na Focco oferecemos as melhores ações ao mercado. Trabalhamos junto de nossos parceiros, proporcionando recursos que congregam tecnologia e as melhores práticas de gestão. Também temos um ótimo time de consultores especialistas para ajudar em seus resultados.

Então, nosso artigo foi esclarecedor e útil para você? Ficou com alguma dúvida ou gostaria de ter mais informações? Entre em contato conosco! Será um prazer atendê-lo!

otimize as vendas da sua loja

Newsletter

Receba as nossas mais recentes postagens de blog no seu e-mail.

Últimos posts