Como utilizar os 5Cs do crédito ao oferecer condições de pagamento?

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Oferecer condições de pagamento a prazo para os seus clientes é uma excelente estratégia. A facilidade costuma atrair novos consumidores e, ao mesmo tempo, auxiliar na fidelização dos antigos. Mas, para que essa concessão seja realizada com mais segurança, é fundamental dispor de alguns métodos.

O 5 Cs do crédito é um método aplicado para a obtenção do menor número de falhas nas negociações realizadas sem intermediação. Ele é muito utilizado por empresas financeiras, ou instituições bancárias, e essencial para se prevenir dos prejuízos.

Esse modelo também pode ser adotado por diversos tipos de lojas e, por isso, daremos atenção especial ao assunto neste artigo.

Vamos apresentar os benefícios do uso do método nas empresas que oferecem produtos de alto valor agregado, como é o caso das lojas de móveis. Além do mais, vamos explicar detalhes sobre o seu funcionamento e a sua importância para negociações de crédito.

Deseja obter mais informações sobre o tema? Então continue acompanhando esta leitura para saber mais!

O que é o método 5 Cs do crédito?

Os 5 Cs do crédito têm como base metodologias objetivas e subjetivas para analisar um cliente candidato ao crédito. Sua aplicação não se restringe às instituições financeiras, podendo estender-se a qualquer tipo de empresa — pequena, média ou grande — que realiza negociações com pessoas físicas ou jurídicas e que busca oferecer condições de pagamento a prazo com mais segurança.

Os 5 Cs que dão nome ao método significam: capacidade, colateral, caráter, condições e capital.

Depois de analisar diversos aspectos, as empresas seguem um roteiro para aprovação ou não do crédito. Vamos falar mais sobre isso a seguir.

condições de pagamento

Como funciona?

Diferentes características são avaliadas para traçar um perfil de cliente ideal. Com base nos resultados dessa análise, a loja determina se deve ou não aprovar o crédito. Veja abaixo os cinco componentes do método:

1. Caráter

Refere-se ao histórico de pagamento do solicitante, mostrando se ele tem o hábito de cumprir com suas obrigações financeiras e contratuais, respeitando prazos e quitando suas dívidas.

Para isso, são avaliadas todas as transações da empresa ou operações realizadas pela pessoa física, através de consultas aos órgãos de proteção ao crédito.

2. Capacidade

Esse critério diz respeito à capacidade de pagamento do cliente, considerando o seu limite de endividamento. Cabe verificar, caso o cliente seja uma empresa, há quanto tempo ela está no mercado, as suas demonstrações e previsões financeiras — fluxo e projeções de caixa —, as opções que podem ser utilizadas para quitar a dívida, o perfil dos sócios, o setor de atuação, entre outros quesitos.

Já para clientes pessoa física, você pode solicitar comprovação de renda, mediante apresentação de contracheque, declaração de imposto de renda, escritura de imóveis e até IPVA. Todos esses subsídios serão úteis para determinar o poder de compra do consumidor interessado no crédito.

3. Capital

O capital reflete o patrimônio líquido da empresa e de seus sócios através da contabilização de todos os seus ativos e passivos. São consideradas também as taxas de rentabilidade, índices de liquidez e nível de endividamento.

4. Colateral

Esse C representa as garantias que a empresa ou pessoa física pode fornecer em troca do crédito concedido. São importantes, principalmente, para vendas cuja inadimplência possa ameaçar o equilíbrio financeiro ou futuro da sua loja de móveis.

Podem ser consideradas garantias imóveis: hipoteca, aval, penhora, móveis, estoque e contas a receber (esses dois últimos, em caso de empresa).

Há, também, a possibilidade de o cliente optar pela proteção de um fiador ou garantia bancária. Em ambos os casos, a loja estaria segura. Afinal, dificilmente terceiros assumiriam a responsabilidade da operação se os riscos de inadimplência fossem altos.

Como o acesso a essas garantias, muitas vezes, torna-se um processo burocrático ao cliente, cabe à loja de móveis avaliar, junto a financeiras ou bancos, a possibilidade de realizar parcerias.

5. Condições

Ao analisar as condições do proponente, caso ele seja uma empresa, o credor estará avaliando seu momento financeiro e todas as condições econômicas e setoriais que podem vir a afetar o seu desempenho no mercado.

Essa pesquisa também tem como objetivo perceber o seu posicionamento, se está em crescimento ou declínio, incluindo o comportamento dos concorrentes.

E-book - Passo a passo: como fazer uma pesquisa completa de persona para loja de móveis

Qual é a importância dos 5 Cs para negociações de crédito?

Os 5 Cs são importantes para as negociações de crédito quando as lojas de móveis desejam oferecer crédito aos seus parceiros. Geralmente, a possibilidade de vendas a prazo é uma estratégia muito utilizada para a captação e fidelização dos novos e antigos clientes. Portanto, ofertar condições de parcelamento e facilitar os pagamentos é um diferencial competitivo.

As lojas de móveis que negociam com outras empresas precisam aplicar os 5 Cs em seus negócios. Por exemplo, a concessão de crédito para fornecedores acontece por meio de duplicata, que é um título de crédito cujas parcelas vencem todos os meses. Esses acordos realizados sem intermediários envolvem riscos que são assumidos pelos empreendedores.

Conhecer os 5 Cs do crédito é relevante quando o cliente não paga o débito, e a loja tem dificuldade para a recuperação do crédito. Esse método é prático para os devedores e credores, além de ser cômodo para quem consegue o parcelamento, e vantajoso para o lojista que vai receber os valores e repassar aos bancos os riscos da inadimplência.

Outro ponto que merece destaque é a análise das características dos consumidores para compreender o perfil do público-alvo.

Os 5 Cs do crédito são um instrumento válido para averiguar as solicitações de crédito e decidir se é viável conceder os parcelamentos e fechar negociações com os clientes. Os bons pagadores oferecem garantias e têm patrimônio satisfatório, por exemplo.

Como aplicar o método 5 Cs para definir condições de pagamento?

Os 5 Cs do crédito podem ter duas finalidades dentro de sua loja de móveis:

  • permitir a autoanálise de sua própria capacidade de tomar crédito;
  • orientar a concessão de crédito a outras organizações ou pessoas.

Na primeira situação, é possível checar a própria condição financeira de sua empresa para pensar em maneiras de melhorar essa realidade.

Na segunda, o credor consegue oferecer condições de pagamento a prazo e minimizar os riscos de inadimplência de maneira considerável, realizando uma negociação mais segura para as duas partes.

Em ambos os casos, é possível utilizar softwares, aplicativos ou planilhas que facilitam o trabalho.

Por que utilizar os 5 Cs em uma loja de móveis?

A aplicação dos 5 Cs na sua loja de móveis minimiza os riscos dos investimentos em liberação de créditos e prazos para clientes e parceiros.

Apesar de essa metodologia ser mais utilizada pelas empresas que avaliam crédito, ela também pode ser adotada e efetiva para empreendimentos do segmento moveleiro. Utilize para reduzir a inadimplência e analisar os consumidores.

Já sabe como utilizar os 5 Cs do crédito ao oferecer condições de pagamento?

Verifique a situação da loja e faça uma autoanálise. O principal objetivo dos 5 Cs não é dificultar a aprovação de prazos e créditos, nem restringir o número dos clientes da sua loja. A sua finalidade é compreender mais a fundo a clientela e identificar situações que podem modificar a capacidade financeira da empresa.

Gostaria de saber mais sobre os 5 Cs do crédito ou temas relacionados às lojas de móveis? Curta a nossa página no Facebook e nos acompanhe por lá também!

Infográfico - Foco no Cliente e o Novo Marketing para Lojas de Móveis

Newsletter

Receba as nossas mais recentes postagens de blog no seu e-mail.

Últimos posts