Conheça as 7 principais tendências da indústria moveleira

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

É de extrema importância que a indústria moveleira fique atenta às exigências do mercado e entenda as transformações de padrões que acontecem no gosto dos clientes. Vale salientar que, diariamente, surgem diversas tendências, visto que a inovação e as preferências dos consumidores em mudança interferem no modelo dos móveis.

Dessa forma, para elaborar um móvel conectado aos seus consumidores e que se diferencie em relação aos concorrentes, é fundamental realizar algumas avaliações sobre comportamento, consumo, macrotendências, design, produção, ocupação de espaços e sustentabilidade.

Deseja saber mais sobre as principais tendências da indústria moveleira? Então continue a sua leitura!

Saiba quais são as principais tendências da indústria moveleira

O surgimento de novidades no design das mobílias impacta diretamente a fabricação de novos móveis. Ainda que sejam considerados de longa duração, os clientes não deixam de trocá-los na busca de renovar o ambiente, seja ele empresa, escritório ou casa. Veja, abaixo, as 7 principais tendências da indústria moveleira!

1. Maior busca por móveis home office

A COVID-19 e o isolamento social causaram uma série de mudanças na vida das pessoas, e um grande número de pessoas passou a trabalhar online. Dessa maneira, as empresas puderam continuar as suas atividades e, ao mesmo tempo, manterem seus colaboradores saudáveis e longe da pandemia.

Assim, a busca por móveis home office aumentou, e essa busca deve permanecer por muito tempo ainda. Isso tendo em vista que os efeitos da pandemia têm refletido em novas dinâmicas de trabalho, como o formato híbrido.

Vale lembrar que a urgência em ter um ambiente que transmita conforto aos funcionários, e até mesmo àqueles que resolveram montar seu próprio negócio, tornou-se fundamental para o sucesso do trabalho.

Por esse motivo, a procura por mesas, computadores, dispositivos informatizados, arquivadores e cadeiras de escritório aumentou bastante.

Os consumidores rapidamente descobriram que seus home offices apresentam múltiplas utilidades e, diversas vezes, preferiram adquirir móveis versáteis que poderiam encobrir os equipamentos de escritório quando não estão sendo usados.

2. Crescimento contínuo nas compras online

A pandemia também tem impulsionado as vendas online. Diversas indústrias moveleiras estão investindo mais em vendas remotas, acrescentando vantagens aos clientes que compram por esse meio, como entrega gratuita e instalação — com a opção de serem feitas no mesmo dia. Esse é um ponto muito importante, que tem dado muito certo e que promete aquecer ainda mais o mercado atual e futuro.

Disponibilizar os produtos para serem vendidos em canal online é uma tendência que, atualmente, atrai muitos clientes, possibilitando a oferta de novas formas de pagamento. Assim, os consumidores encontrarão praticidade e facilidade, e o empreendedor conseguirá expandir o negócio.

Sem contar que as compras online permitem aos consumidores a aquisição de itens a qualquer hora do dia ou da noite. E o mais interessante de tudo é que é possível adquirir os itens e os móveis almejados sem ter que sair do conforto de seus lares. As mobílias podem ser adquiridas por meio de smartphones, tablets ou celulares.

Com o aumento das compras online, é preciso que os vendedores estejam preparados para atender essas demandas. Uma dica relevante é manter sua loja virtual atualizada em relação a estoque e promoções.

Além disso, criar ofertas exclusivas na internet é uma carta na manga que tem funcionado perfeitamente para atrair novos clientes e fidelizar os antigos.

indústria moveleira

3. Móveis multipropósitos

Residências que apresentam metragens menores daquelas que os fabricantes estão acostumados não implicam, necessariamente, em menos qualidade e redução do conforto. A ausência de espaço pode ser compensada com a inserção de móveis confortáveis e funcionais.

Nesse sentido, os móveis multipropósitos oferecem soluções agregadas, permitindo sua aplicação em várias situações e com o diferencial da praticidade, obtendo uma organização inteligente em um espaço reduzido. O ambiente pode ficar perfeito para o uso das pessoas que sentem necessidade de adquirir mobílias bonitas e que deixem o local aconchegante.

4. Tecnologia integrando projeto, gestão e produção

A chamada produção conectada é efetuada com a utilização de softwares já disponibilizados no mercado moveleiro, que fazem integração de maneira eficiente entre o projeto realizado por um:

  • designer;
  • arquiteto;
  • lojista;
  • projetista;
  • maquinário presente na organização.

A implementação permite dinamismo em todas as etapas do processo, por causa da exatidão e rapidez nas informações para a elaboração dos móveis. Além disso, garante um menor uso de mão de obra, padronização de processos, elevação na qualidade final dos objetos e, consequentemente, uma prestação de serviço mais eficiente.

5. Utilização de materiais alternativos na indústria moveleira

Atualmente, muitos fornecedores estão desenvolvendo móveis ecológicos, motivados por preocupações ambientais como, por exemplo, o desmatamento. Embora o mobiliário ecológico tenha um maior custo, a demanda está em alta, fazendo com que várias organizações ofereçam esses produtos.

Dessa forma, o termo upcycling, que significa reutilização de produtos que seriam descartados, vem se destacando. Assim, o plástico está ganhando proporções em novos modelos de produção, trazendo à tona a necessidade de personalização dos produtos, com objetos únicos e especiais para cada cliente.

tendências para a indústria moveleira

6. Impressão 3D

Impressoras 3D ajudam a materializar objetos em formato tridimensional, criando um modelo com as formas de móveis em tamanho reduzido. Os softwares de Computer Aided Design (CAD) como AutoCAD ou SketchUp são as ferramentas utilizadas para a conclusão desse processo. Essa tecnologia tem revolucionado as empresas de vários ramos.

As peças produzidas por meio dessas impressões 3D podem ser personalizadas de acordo com o desejo de cada cliente e com suas necessidades específicas. Portanto, essa é uma tendência que vem conquistando os corações e mentes de muitos compradores que procuram por móveis sofisticados. Eles conseguem, assim, ter uma noção de como cada móvel vai ficar e adquirem aquilo que realmente precisam.

7. Integração de móveis com casas inteligentes

Outra tendência é a integração de móveis com casas inteligentes, nas quais o sistema funciona por intermédio de vários dispositivos que são instalados e conectados através da internet. Com isso, os moradores dessas residências podem controlar praticamente tudo, como:

  • iluminação;
  • climatização;
  • horários de irrigação do jardim, etc.

Os móveis para essas casas devem ser planejados com muita cautela, e precisam ser adquiridos conforme a possibilidade de cada cliente. Ou seja, a decisão de comprar um móvel pode depender de sua capacidade de se adaptar às casas inteligentes, de proporcionar um local agradável para morar, ou ainda de ajudar o meio ambiente.

Enfim, é possível perceber que, após o início da pandemia, houve muitas mudanças na vida das pessoas, sem contar que esse mercado está sempre em constante mudança. Desse modo, é primordial que a indústria moveleira faça o mapeamento das tendências para manter-se conectada aos consumidores. Só assim a venda das mobílias será um verdadeiro sucesso e os clientes ficarão satisfeitos com a aquisição dos móveis desejados.

Gostou de saber quais são as 7 principais tendências da indústria moveleira? Então aproveite para conhecer também dicas para reduzir o prazo de entrega da sua loja de móveis.

Newsletter

Receba as nossas mais recentes postagens de blog no seu e-mail.

Últimos posts