Estoque de loja de móveis: conheça os erros mais graves

Para o gestor, é um desafio manter o estoque loja de móveis. Veja porque!

O mercado de loja de móveis planejados oferece ao consumidor a flexibilidade de poder comprar aquilo que está exatamente de acordo com o que ele procura. Esse diferencial atrai uma boa parcela de clientes, que são aqueles que preferem especificar exatamente o que desejam a recorrer às loja de móveis prontos.

Contudo, para o empresário que atua nesse segmento, manter um controle de estoque loja de móveis eficiente, que equilibre a proposta de negócio da empresa com a capacidade de atender rapidamente à demanda da clientela, é um desafio, principalmente para quem mantém uma loja de móveis onde também são vendidos móveis prontos e onde peças de reposição precisam estar disponíveis.

Com uma variedade de itens que têm finalidades diferentes, os erros de estoque loja de móveis acabam acontecendo. Nesse post, preparamos dicas para evitá-los:

Estoque loja de móveis com despreparo do administrador  

Um administrador de estoque despreparado, que não conheça o tipo de itens que deve controlar, sem saber como diferenciar os móveis prontos da sua loja dos itens de reposição que são para a manutenção dos imóveis planejados não fará a distinção correta do que deve controlar. Portanto, além de uma visão geral do estoque de um loja de móveis, é importante que ele conheça cada situação específica. Por isso, é importante treinar os funcionários de maneira correta e colocar à disposição deles um software adequado, que auxilie na administração do estoque.

estoque loja de moveis

Excesso ou falta de mercadorias ou de itens de reposição

Manter um estoque excessivo gera pelo menos dois problemas: maior despesa com a manutenção e maior possibilidade de desperdício. Se você gasta muito com a manutenção pode diminuir a chance do produto estragar e, portanto, de haver desperdício. Se gasta pouco, corre o risco de perder dinheiro com produtos estragados. De qualquer maneira, estará gastando muito.

Por outro lado, um estoque de uma loja de móveis no qual faltam os itens necessários ao bom atendimento da sua clientela também prejudicará o desempenho do seu negócio. Portanto, o interessante é manter um estoque na medida da sua necessidade.

Falta de inventário

É fundamental fazer inventários periódicos na sua loja de móveis que sejam capazes de identificar falhas (como de um estoque excessivo ou no qual faltem itens). Abrir mão desse inventário é abrir mão da possibilidade de resolver problemas com rapidez. A periodicidade com a qual esse inventário deve ser feito dependerá da sua necessidade. E será definida por um bom administrador de loja de móveis.

Não manter uma boa integração entre os departamentos

Se você não conecta o seu setor de manutenção de móveis planejados e de vendas de móveis prontos com o seu departamento de compras, dificilmente o estoque será adequado para o desempenho da sua loja de móveis.

Por isso, é fundamental que você faça um controle centralizado das operações. Este controle deve permitir coordenar os setores de compra com os de saída dos itens do estoque. E estes setores também devem estar conectados com o departamento financeiro da loja de móveis. Se isso não ocorrer, surgirão erros de informação e necessidades de repetir trabalhos, além dos fatais prejuízos financeiros.

A melhor alternativa para conseguir um controle centralizado e eficiente é por meio do uso de um software de gerenciamento de estoque. Ele permite um cadastramento dos itens, integrando este cadastro aos diversos processos que ocorrem na loja de móveis.

Lançar mão dessa ferramenta permite que você tenha um retrato panorâmico do que ocorre no seu estoque. Mas que também consiga detectar detalhes.

Você comete algum desses erros no controle de estoque da sua loja de móveis ou tem alguma dica para solucioná-los? Compartilhe conosco aqui nos comentários!

estoque loja de móveis

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

informalidade-no-varejocliente-satisfeito